sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

“Momentos que Marcam” - Programação Cultural Beja - 2011

“Beja Capital Cultural: Momentos que Marcam” é a nova imagem de marca do Município que

aposta numa programação cultural a longo prazo com o objectivo de seduzir os mais diversos

públicos, residentes e visitantes, e envolver os diferentes agentes empresariais como importantes

elos de divulgação e promoção de Beja.
Martina Topley Bird, David Fonseca, Russian Classic Ballet, Companhia Nacional de Bailado, Miguel Gameiro, Rita Guerra, Rita Redshoes, Boss AC, Linda Martini, Mafalda Veiga, Camané, Herman José, Teatro de Revista, são apenas alguns dos espectáculos já em carteira para o corrente ano.
Em Fevereiro o Pax Júlia recebe espectáculos tão diversos como as companhias de teatro Homlet e BAAL 17, a Companhia Olga Roriz com a grande produção “Nortada”, Bernardo Sasseti Trio, Tango Argentino e Anabela, cabendo a esta última abrir este grande mês no Teatro Municipal.
Para Fevereiro, o Pax Júlia – Teatro Municipal contempla uma programação de grande qualidade e diversidade. No primeiro dia “Inside Job – A verdade da Crise” é um filme baseado numa extensiva pesquisa e entrevistas com economistas, políticos e jornalistas, no âmbito das quais o resultado final põe a descoberto as relações corruptas existentes entre as várias partes da sociedade. No dia 4 há de novo cinema: “Encontros em Nova Yorque”, no género comédia/drama.
A 5, Beja é brindada com um espectáculo de Anabela que apresenta o seu último trabalho “NÓS”.
Em NÓS, o seu último CD, Anabela percorre o imaginário da música portuguesa ao longo das décadas de 50, 60 e 70, com interpretações de canções celebrizadas pelos grandes canto­res e compositores da música ligeira Portuguesa. Este disco foi produzido pelo trompetista e produtor musical Laurent Filipe e promete ser um dos grandes acontecimentos musicais da actualidade.
De 9 a 12 é tempo de teatro, pela companhia local “Homlet”, com a peça “A Casa de Bernarda Alba”.
A Companhia Olga Roriz regressa a Beja para apresentar, no dia 12, o espectáculo Nortada.
No dia dos Namorados, a 14, Beja cria uma ambiência propícia à partilha, ao namoro. A proposta do Pax Júlia é Mariel Martinez Tango – Perfume Tango que sucede uma hora mais tarde que o habitual de modo a que os casais que assim o desejarem, possam antes jantar tranquilamente.
A cantora argentina Mariel Martinez apresenta em 2011 um espectáculo retrospectivo do Tango Argentino desde o seu início, no final do século XIX, até à actualidade.
“El tango y su História” está composto por um repertório que abarca distintas épocas e estilos, como a valsa criolla, a milonga e o tango canción. Autores clássicos como Gardel e Alfredo Lepera com “Melodía de Arrabal”, Astor Piazzola e Horacio Ferrer em “Balada para un loco” ou Tito Reys e Litto Nebbia na sua “Lluna Curiosa” adquirem neste espectáculo uma renovada vitalidade mas também um respeito quase místico pela genuína sonoridade musical.
A 15, o filme chama-se “Dia dos Namorados” e a 18 o nome da película é “Adoro-te à Distância”.
Outro grande momento da música acontece em Beja no dia 19 com Bernardo Sasseti Trio. Um dos mais duradouros agrupamentos do jazz português, o trio formado pelo pianista Bernardo Sassetti, o contrabaixista Carlos Barreto e o baterista Alexandre Frazão está de regresso com um novo disco de originais, intitulado "Motion".
Com uma cumplicidade construída ao longo de quase 13 anos, Bernardo Sassetti, Carlos Barreto e Alexandre Frazão interpretam em "Motion" histórias com três instrumentos diferentes, que se complementam de forma subtil, atingindo "a representação máxima da ficção, da introdução do espaço e do momento, do diálogo simultâneo, da provocação artística e da procura conjunta de novos caminhos".
A 20 é tempo de cinema infantil: “Gru – o Maldisposto”.
O cinema prossegue a 22 com “Todos os Outros” que conta a história de Gitti e Chris, um jovem casal de férias que se vê obrigado a lidar com os problemas da sua relação, num retrato fiel da intimidade entre duas pessoas.
A 25 é ainda tempo de cinema com a película Ondine.
O teatro enche a sala do Pax Júlia a 26 com a peça “Doreteia” dos BAAL 17.
As propostas estão em cima da mesa. Cabe a cada um fazer as suas escolhas. De acordo com o vereador Miguel Góis, a programação cultural de 2011 “é a melhor de sempre, com o menor esforço financeiro de sempre” e argumenta que “a maioria dos espectáculos é co-financiado a 90 por cento”.
Com a maioria da programação cultural já fechada até ao final do ano, Beja aposta na cultura como imagem de marca não só para os residentes, como principalmente para chamar novos públicos do exterior. O trabalho de “sedução” é feito em parceria com os estabelecimentos comerciais e empresariais, numa aposta geradora de mais valias para todas as partes.
Martina Topley Bird, David Fonseca, Russian Classic Ballet, Companhia Nacional de Bailado, Miguel Gameiro, Rita Guerra, Rita Redshoes, Boss AC, Linda Martini, Mafalda Veiga, Camané, Herman José, Teatro de Revista, são apenas alguns dos espectáculos já em carteira para o corrente ano.
Em Fevereiro o Pax Júlia recebe espectáculos tão diversos como as companhias de teatro Homlet e BAAL 17, a Companhia Olga Roriz com a grande produção “Nortada”, Bernardo Sasseti Trio, Tango Argentino e Anabela, cabendo a esta última abrir este grande mês no Teatro Municipa
Para Fevereiro, o Pax Júlia – Teatro Municipal contempla uma programação de grande qualidade e diversidade. No primeiro dia “Inside Job – A verdade da Crise” é um filme baseado numa extensiva pesquisa e entrevistas com economistas, políticos e jornalistas, no âmbito das quais o resultado final põe a descoberto as relações corruptas existentes entre as várias partes da sociedade. No dia 4 há de novo cinema: “Encontros em Nova Yorque”, no género comédia/drama.
A 5, Beja é brindada com um espectáculo de Anabela que apresenta o seu último trabalho “NÓS”.
Em NÓS, o seu último CD, Anabela percorre o imaginário da música portuguesa ao longo das décadas de 50, 60 e 70, com interpretações de canções celebrizadas pelos grandes canto­res e compositores da música ligeira Portuguesa. Este disco foi produzido pelo trompetista e produtor musical Laurent Filipe e promete ser um dos grandes acontecimentos musicais da actualidade.
De 9 a 12 é tempo de teatro, pela companhia local “Homlet”, com a peça “A Casa de Bernarda Alba”.
A Companhia Olga Roriz regressa a Beja para apresentar, no dia 12, o espectáculo Nortada.
No dia dos Namorados, a 14, Beja cria uma ambiência propícia à partilha, ao namoro. A proposta do Pax Júlia é Mariel Martinez Tango – Perfume Tango que sucede uma hora mais tarde que o habitual de modo a que os casais que assim o desejarem, possam antes jantar tranquilamente.
A cantora argentina Mariel Martinez apresenta em 2011 um espectáculo retrospectivo do Tango Argentino desde o seu início, no final do século XIX, até à actualidade.
“El tango y su História” está composto por um repertório que abarca distintas épocas e estilos, como a valsa criolla, a milonga e o tango canción. Autores clássicos como Gardel e Alfredo Lepera com “Melodía de Arrabal”, Astor Piazzola e Horacio Ferrer em “Balada para un loco” ou Tito Reys e Litto Nebbia na sua “Lluna Curiosa” adquirem neste espectáculo uma renovada vitalidade mas também um respeito quase místico pela genuína sonoridade musical.
A 15, o filme chama-se “Dia dos Namorados” e a 18 o nome da película é “Adoro-te à Distância”.
Outro grande momento da música acontece em Beja no dia 19 com Bernardo Sasseti Trio. Um dos mais duradouros agrupamentos do jazz português, o trio formado pelo pianista Bernardo Sassetti, o contrabaixista Carlos Barreto e o baterista Alexandre Frazão está de regresso com um novo disco de originais, intitulado "Motion".
Com uma cumplicidade construída ao longo de quase 13 anos, Bernardo Sassetti, Carlos Barreto e Alexandre Frazão interpretam em "Motion" histórias com três instrumentos diferentes, que se complementam de forma subtil, atingindo "a representação máxima da ficção, da introdução do espaço e do momento, do diálogo simultâneo, da provocação artística e da procura conjunta de novos caminhos".
A 20 é tempo de cinema infantil: “Gru – o Maldisposto”.
O cinema prossegue a 22 com “Todos os Outros” que conta a história de Gitti e Chris, um jovem casal de férias que se vê obrigado a lidar com os problemas da sua relação, num retrato fiel da intimidade entre duas pessoas.
A 25 é ainda tempo de cinema com a película Ondine.
O teatro enche a sala do Pax Júlia a 26 com a peça “Doreteia” dos BAAL 17.
As propostas estão em cima da mesa. Cabe a cada um fazer as suas escolhas.
De acordo com o vereador Miguel Góis, a programação cultural de 2011 “é a melhor de sempre, com o menor esforço financeiro de sempre” e argumenta que “a maioria dos espectáculos é co-financiado a 90 por cento”.
Com a maioria da programação cultural já fechada até ao final do ano, Beja aposta na cultura como imagem de marca não só para os residentes, como principalmente para chamar novos públicos do exterior. O trabalho de “sedução” é feito em parceria com os estabelecimentos comerciais e empresariais, numa aposta geradora de mais valias para todas as partes.

Via Beja Digital

2 comentários:

Vera disse...

Boa tarde!

Gostaria de saber quando está previsto a actuacção da cantora Rita Guerra?(dia,mês e local)

Grata pela atenção dispensada
Vera Carvalho

URTIGÃO disse...

Será no Pax-Júlia no dia 29 de Outubro.