quinta-feira, 31 de maio de 2012

Diário do Alentejo Edição 1571



Editorial
Hoje
Paulo Barriga

Que dia tão formidável,

este, o de hoje. 1

de junho de 2012. Dia

Mundial da Criança. Dia do direito

ao sonho. Dia a brincar. Dia

para brincar. Dia em que surgiu

pela primeira vez o “Diário

do Alentejo”. Foi há 80 anos.

Em Beja. Nasceu precisamente

da brincadeira, ou do sonho, de

um conjunto de intelectuais e

de homens de letras. Em plena

ditadura militar. Na antecâmera

do Estado Novo. No prelúdio

da mais sangrenta das guerras.

Na ressaca da maior crise

financeira que a Humanidade

até então conhecera. Nasceu

num dos períodos mais cinzentos

da História. Mas nasceu para

dar um nadinha de luz ao negrume.

Irreverente. Acutilante.

Atuante. Frontal. Irónico. A primeira

manchete do jornal, imagine-

se, intitula-se “A Crise”.

Foi em 1932. Bem poderia ter

sido hoje. E ao longo destas últimas

oito décadas, com alguns

avanços e outros tantos recuos,

franco e independente se manteve.

O “Diário do Alentejo” pertence,

desde a primeira hora,

a quem o lê. É e sempre foi um

jornal do leitor. E não de quem

o fabrica. Pertence às pessoas. É

com as pessoas que está. É das

pessoas, das suas realizações individuais

e coletivas, que fala. E

por isso manteve ao longo de todos

estes anos uma fidelidade

inabalável dos seus leitores. Dos

seus legítimos proprietários, afinal.

Hoje publicamos um estudo

de audiências promovido pela

Marketest que dá conta da fortaleza

dessa relação. O “Diário do

Alentejo” tem consigo quase 70

por cento das pessoas que leem

jornais regionais no distrito

de Beja. Um número que apenas

surpreenderá os mais desatentos.

Um número que nos dá

ainda mais alento para prosseguir.

E que apenas confirma oficialmente,

cientificamente, a

relação quase sanguínea que o

“Diário do Alentejo” mantém

com a região, com os seus leitores,

com os seus dedicados amigos.

Uma relação aberta, fraterna

e verdadeira. Como o são

as relações entre as crianças.

Ainda que a brincar. Hoje é o seu

dia. Hoje é o nosso dia.

2 comentários:

Anónimo disse...

A tua sobrinha Maria tem jeito para o desenho... LOL

URTIGÃO disse...

É verdade :)